sábado, 27 de setembro de 2008

Ato contra a corrupção

Mais uma vez a juventude se manifesta de maneira organizada, responsável com praticas amistosas, mas com um toque de protesto ao mesmo tempo...Estiveram presentes nesta manifestação diversas organizaçoes da sociedade com o mesma linha de pensamento que é de manifestar sua indignação com os acontecimentos mais recentes no passo municipal de nosso município.

" TUDO VALE A PENA QUANDO A ALMA NÃO É PEQUENA"


















sexta-feira, 26 de setembro de 2008

E agora João??

JUSTIÇA DECLARA LEGAL O USO DE VÍDEO DE JOÃO RODRIGUES PELA COLIGAÇÃO “COM A FORÇA DO POVO”

A Juíza da 94ª Zona Eleitoral de Chapecó, Morgani de Mello, declarou nesta quarta-feira (24), ser legal o uso das imagens dos vídeos que mostram o candidato João Rodrigues e o Prefeito em exercício Élio Cella, na Campanha de 2004, combinando a compra de um caminhão baú por um valor superfaturado. Em sua decisão, a juíza também liberou o uso das imagens para os próximos programas.

Na sentença a juíza afirma “...portanto efetivamente não existe prova de ter havido trucagem, montagem ou o uso de recurso de áudio ou vídeo para degradar ou ridicularizar o candidato...”, afirmou Morgane. A Juíza ainda completa: “... inviável a pretensão da Coligação representante de que a justiça Eleitoral impeça a divulgação do seu conteúdo, até porque há uma verdadeira campanha no sentido de que os eleitores conheçam os seus candidatos e a espontaneidade e o gosto por ‘brincadeiras’, quando é o caso, integram a imagem dos mesmos”.

domingo, 14 de setembro de 2008

Cuidado! As palavras enganam....



Cuidado! As palavras enganam: ocultam a realidade...

Sim, é preciso ter cuidado com as palavras. As palavras podem induzir muitas vezes a enganos e levar a interpretações erróneas. Exemplos?

Por exemplo:

E se, afinal, os liberais no governo e no poder, em vez da Ordem Social que tanto gostam de falar, fossem os verdadeiros defensores da Desordem Social?
E se os anarquistas, apesar do aparente significado de anarquia ser sinónimo de desordem, serem eles realmente os arautos da Ordem Social?

E se os militares de todos os exércitos fossem os verdadeiros terroristas, aqueles que semeiam o perigo e a ameaça de terror sobre países e populações indefesas, enquanto os supostos terroristas, e acusados como tal, mais não fossem que simples campónios a defenderem, com machados e enxadas tecnologicamente actualizadas, as suas terras e os seus valores ancestrais?

E se os verdadeiros professores e pedagogos já não se encontrassem hoje nas escolas a ensinar alunos, mas antes nos balneários e nos relvados dos estádios a prepararem afanosamente os seus pupilos para serem cada vez melhores em cada semana, em cada prova e em cada teste que semanalmente os jogadores tiverem que se submeter? Enquanto nas escolas o que existem são sim autênticos treinadores e adestradores que domesticam os jovens na disciplina social da competição e do individualismo selvagem do mercado de trabalho?

E se aos que actualmente chamamos de desportistas não fossem aqueles que nós vemos na Sport TV, mas antes exímios actores do Espectáculo semanal e lucrativo , enquanto os verdadeiros desportistas, em vez de se encontrarem nos relvados, estão antes nas praias, nos jardins, nas ruas?

E se aquilo a que chamamos TV é, afinal, de contas uma verdadeira fábrica de cidadãos apáticos e estúpidos, tão sofisticada e tão poderosa, que mal a conseguimos associar à indústria e à produção em série, enquanto os recintos em que foram instaladas as modernas e tecnologicamente avançadas indústrias são verdadeiros parques tecnológicos de entretenimento para quem circular, dentro deles, diariamente.

E se os padres e moralistas fossem, afinal, os verdadeiros pecadores da imoralidade, enquanto as mulheres endiabradas e todos os homens acusados de blasfémia e que são condenados à excomunhão são os verdadeiros sacerdotes da Religião Celestial do Sublime, um ideal que todo o ser humano pretende alcançar?

Por tudo isso é que preciso, talvez, uma Revolução nas Palavras como condição prévia para a Revolução Social

Quem cala…consente?


Quem cala ...consente? Eu acho que sim e por isso procuro me manifestar de maneira que possa eu poder dizer aquilo que penso e acredito. Porque não o sendo assim, pouco importariam minhas opiniões a respeito do dia a dia de minha vida, minha comunidade, minha cidade, minhas opiniões a respeito de política e até mesmo de religião, e por isso não me calo perante as injustiças e mentiras que muitas veses quer eles nos parecer verdades por isso quem...cala consente e consente porquê? Se deixa passar por um simples contrato social no qual só tem valor quando executado.

Mas será mesmo assim?

Será que estamos conscientes das regras do sistema em que vivemos, e que nos são impostas, supostamente com o nosso «consentimento» silencioso?


- Tenho eu consciência que a concorrência e a competição estão na base do nosso sistema social e económico, e que advem daí a maior parte dos desesperos e das frustrações para a imensa maioria dos perdedores?

- Tenho eu consciência que sou eu que estou a remunerar os bancos para que eles possam investir os meus salários neles depositados segundo as suas próprias conveniências, e que, por isso, não recebo dividendo algum pelos seus enormes lucros?

- Tenho eu consciência que os bancos me exigem uma pesada taxa de juro ao concederem-me empréstimos, dinheiro esse que, no entanto, pertence aos outros clientes que tinham feito os seus depósitos nesse banco?


- Tenho eu consciência que se açambarca, ou então que se destrói, toneladas de alimentos para que os preços não baixem, em vez de os oferecer às pessoas carenciadas, ajudando a combater a fome de milhares de indivíduos?

- Tenho eu consciência que é proibida a eutanásia, mas que ao mesmo tempo é admissível a morte lenta das pessoas através da inalação ou ingestão de substâncias tóxicas autorizadas pelos Estados?

-Tenho eu consciência que actualmete no nosso planeta faz-se a guerra para fazer reinar a paz?

-Tenho eu consciência que em nome da paz, os Estados gastam biliões em despesas de armamento, constituindo, em muitos deles, as despesas do orçamento militar a maior fatia da despesa pública?

- Tenho eu consciência que há conflitos que são artificialmente criados a fim de escoar mais facilmente os stocks de armas e de armamento para assim manter em funcionamento as empresas do complexo militar-industrial?

- Tenho eu consciência da hegemonia do petróleo e do nuclear nas nossas economias contemporâneas, apesar de serem energias extremamente poluidoras?

- Tenho eu consciência de que se divide artificialmente a opinião pública por meio da ilusão de que a luta entre os partidos de direita, do centro e de esquerda é indispensável para o funcionamento do sistema social e económico em que vivemos?

-Tenho eu consciência que o poder de moldar e formatar a opinião pública, outrora nas mãos das religiões, encontra-se agora entregue aos homens de negócios, não eleitos democraticamente, e predispostos a controlar o poder do Estado em seu benefício?

- Tenho eu consciência que a ideia de felicidade se resume às mensagens que são por toda a parte e constantemente debitadas pela publicidade nos nossos cérebros?

-Tenho eu consciência que nas nossas sociedades actuais, em que vivemos, o valor de uma pessoa se mede pelo tamanho da sua conta bancária, bem assim a sua utilidade estar em função da produtividade que revelar, em vez das suas qualidades pessoais?


- Tenho eu consciência que se paga prodigiosamente aos jogadores de futebol, aos actores, e comparativamente muito menos a outros profissionais que, no entanto, exercem a sua actividade em profissões sociais fundamentais, como sejam, os professores, os educadores sociais,etc?

- Tenho eu consciência que se marginaliza e se lança para a sombra inúmeras pessoas de idade cuja experiência poderia ser, todavia, bem útil para todos?

- Tenho eu consciência que me são apresentadas diariamente notícias negativas e aterradoras de forma a poder apreciar melhor até que ponto a minha situação é vantajosa, e de quanto eu tenho a ganhar só pelo facto de viver numa sociedade ocidental?

- Tenho eu consciência que os banqueiros, os industriais, os militares e os políticos se reúnem amiúde para tomar decisões que têm importantes implicações para o planeta e para todos nós?

- Tenho eu consciência de consumir produtos tratados com hormonas sem que me seja facultada informação a esse respeito?

- Tenho eu consciência que os cultivos de produtos transgénicos se expandem pelo mundo fora, permitindo que os grandes grupos económicos registem como sua propriedade as características dos seres vivos, apoderando-se quer da actividades produtivas quer mesmo das condições em que vivemos?

-Tenho eu consciência que as empresas multinacionais se abstêm de aplicar os progressos técnicos e sociais próprios dos países ocidentais nos países periféricos, ditos subdesenvolvidos?

- Tenho eu consciência que numerosas empresas farmacêuticas e indústrias do sector agro-alimentar vendem para os países ditos subdesenvolvidos bens e produtos impróprios, ou seja, em condições e com substâncias proibidas nos países capitalistas desenvolvidos?

- Tenho eu consciência que a Natureza tenha demorado milhões de anos para criar um ser humano, e que hoje os indivíduos se entreguem a passatempos destruidores do planeta?

- Tenho eu consciência de destruição de numerosas florestas e da rápida extinção de espécies de peixes nos oceanos?

- Tenho eu consciência do aumento da poluição industrial, da dispersão de peixes contendo elementos químicos e radioactivos na natureza?

- Tenho eu consciência da utilização de toda a espécie de aditivos químicos na alimentação?

- Tenho eu consciência que na maior parte das vezes não levanto nenhuma questão, que fecho os olhos para tudo isso, e que não penso sequer em nenhuma solução concreta para qualquer um destes problemas?

- Tenho eu consciência da peneira e das ilusões que colocam à minha frente para me impediram de ver a simples realidade do mundo?

- Tenho eu finalmente consciência que o mundo se constrói à minha imagem e semelhança, e que ao tratar de mim, eu estou, por via das minhas opções, a agir automaticamente sobre o mundo e a sociedade?


Se, de facto, eu tiver consciência de tudo isso, e não fizer nada para mudar o actual estado de coisas, então é sinal que não sou mais que um pateta inconsciente numa sociedade em clara derrapagem…

sábado, 13 de setembro de 2008

Em Chapecó continuam.......

Simplesmente!......Simply Red

Discurso de Allende no 11 de setembro de 1973


“Não vou renunciar! Colocado nesta encruzilhada histórica, pagarei com minha vida a lealdade do povo. E lhes digo que tenho a certeza de que a semente que foi plantada na consciência digna de milhares e milhares de chilenos não poderá ser ceifada definitivamente. Eles têm a força, poderão nos avassalar, porém não se detêm os processos sociais nem com o crime nem com a força. A história é nossa e a fazem os povos.

...


Seguramente a Rádio Magallanes será calada e o metal tranqüilo de minha voz não chegará mais a vocês. Não importa. Seguirão me ouvindo. (...) Sigam sabendo vocês que, muito mais cedo do que tarde, de novo se abrirão as grandes alamedas por onde passe o homem livre, para construir uma sociedade melhor.”


Este são trechos do último discurso proferido pelo Presidente do Chile, Salvador Allende, por volta das 9:12 horas do dia 11 de setembro de 1973 na Rádio Magallanes, sob ruídos de aviões e disparos, diretamente do Palácio de La Moneda, que algumas horas depois seria pesadamente bombardeado, consumando o golpe militar dirigido por Pinochet com apoio dos EUA.

PARA OUVIR O ÚLTIMO DISCURSO DE SALVADOR ALLENDE clique aqui

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Festa de lançamento da campanha de Luciane Carminatti

Aconteceu neste ultimo sábado dia 06 de setembro o lançamento da campanha de luciane Carminatti no pavilhão de festa do bairro São Cristovão. O lançamento se deu no dia mais frio do ano, e mesmo assim contou com a presença maciça da população de todos os setores da comunidade de nossa cidade com a presença de mais de 2.0000 pessoas que apenas com um objetivo que era dar total apoio a candidatura de Luciane Carminatti. E ela com desenvoltura e esbanjando simpatia se mostrou mais uma vez pronta para assumir uma cadeira no legislativo, boa parte dos convidados tiveram a oportunidade de tirarem dúvidas, e mais uma vez terem na pessoa dela a certeza que ela os representará com afinco e determinação. Agora algumas fotos da festa












segunda-feira, 8 de setembro de 2008

"Cheiro estranho no ar"


O povo esta querendo uma explicação da Justiça Eleitoral sobre o show
da Ivete Sangalo. Porque a RIC Record é apoiadora do show que será ao lado
da sede do Democratas, que tem como candidato a prefeito o João, que por
sua vez tem como diretor do seu programa de TV o Paulo Hoeler, funcionário
da RIC Record? A RIC Record liberou o Paulo Hoeler pra vir pra Chapecó
fazer o "João Verdade" novamente e ainda está apoiando um show organizado
pelo sobrinho do Reno Caramori, vice do João? E a rádio Chapecó ta
bancando um show desse calibre? Com que dinheiro? Será que vão distribuir
material de campanha também no "showmício"? O povo quer explicação".
Ou vai continuar com um cheiro estranho no ar, que me parece ser mais uma conta no bolso do contribuinte que quer e clama por uma saúde, educação, e habitação melhor, e não apenas asfalto para beneficiar um pequeno grupo de interesses escusos,e que apenas que o povo seja cada vez mais subserviente dos empresários comprometidos com o achatamento salarial e aumentanto da carga horária dos trabalhadores de nosso município.

"PENSE...REFLITA E VOTE CERTO, DIGA NÃO AOS DEMOTUCANOS"

NOTA DE REPÚDIO

A coligação Com a Força do Povo (PT/PP/PDT/PSB), liderada pelo candidato a prefeito José Fritsch e pelo candidato a vice-prefeito Altair Silva, repudia a veiculação de prontuários médicos de três pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) na propaganda eleitoral gratuita de televisão da coligação “Juntos por Chapecó”, liderada pelo prefeito licenciado e candidato à reeleição, no dia 3 de setembro.


Na tentativa de rebater criticas de cidadãos usuários do SUS de Chapecó descontentes com o atendimento na saúde do município, os quais encontram dificuldades para realizar consultas e tratamentos médicos, a coligação “Juntos por Chapecó” feriu sérios princípios constitucionais e tornou públicas informações íntimas e sigilosas destes pacientes.


Mais do que isso, expôs e constrangeu essas pessoas, invadindo sua privacidade. Pessoas que enfrentaram momentos difíceis, precisaram da saúde pública do município e que, ao reclamarem do atendimento, têm agora suas fragilidades e intimidades expostas para Chapecó e também para toda a região oeste que assistiu estes programas.


É preciso ressaltar que o Artigo 108 do Código de Ética Médica afirma que “é vedado facilitar o manuseio e conhecimento dos prontuários, papeletas e demais folhas de observações médicas sujeitas ao segredo profissional, por pessoas não obrigadas ao mesmo compromisso”


Ao mesmo tempo, a atitude do candidato João Rodrigues fere o direito à privacidade. É oportuno registrar que a Constituição Federal protege os direitos das pessoas, estabelecendo em seu Artigo 5º que “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito à indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.


Afirmamos ainda que todos os depoimentos de pessoas veiculados nos programas de televisão da coligação Com a Força do Povo obedecem os critérios estabelecidos pela justiça eleitoral, ao passo em que nenhuma pessoa foi obrigada ou orientada a falar determinada questão. Da mesma forma que reclamaram do atendimento da saúde em nosso município, estes mesmos cidadãos demonstram agora, com total liberdade, sua indignação pela sua privacidade exposta na TV:


“Eu não falei nenhuma mentira, falei uma verdade. Então ninguém tinha o direito de procurar minha ficha, o meu prontuário num posto médico pra colocar isso na televisão. Isso foi uma invasão de privacidade, isso não devia ter acontecido.”

José Bressiani, do Bairro Cristo Rei



“O prefeito tem que entender que enganando ele não leva nós a lugar nenhum. Eu falei porque eu quis, ninguém insistiu, isso tava minha cabeça, na minha garganta pra hora que tivesse oportunidade de falar. É uma verdade é uma coisa firme, não precisa o camarada ter medo. Não vai pensar que com mentira vai me fazer recuar de falar a verdade.”

Pedro de Barros, do Bairro São Pedro


“O que mais me chocou foi a invasão da privacidade dos meus documentos no posto de saúde, porque eu entendo que só eu devo ter acesso aos meus documentos, a não ser o médico da minha confiança.”

Clementina Dal Chiavon, do Bairro Eldorado




COM A FORÇA DO POVO

Atenciosamente,





JOSÉ FRITSCH
Candidato a prefeito

sábado, 6 de setembro de 2008

Sinais de novos tempos


Você não precisa simpatizar com o Lula para apreciar que o ódio que ele desperta em parte do nosso patriciado é um bom sinal, de que a novidade está tendo efeito e certos pressupos­tos antigos sobre quem tem direito ao poder no Brasil já não valem. Em outros tempos, quando um discurso podia derrubar um go­verno, essa reação feroz já teria tido conseqü­ências institucionais. Hoje não. Outro exem­plo de como melhoramos aos poucos.


Luis Fernando Veríssimo, em entrevista a Caros Amigos, janeiro de 2008

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

"DEMOTUCANO"


As máquina eleitoral do "DEMOTUCANO", articulada com a máquina mercante dos grandes negócios, acreditam no poder do dinheiro. Campanhas milionárias, alianças espúrias e candidatos de aluguel: essa é a fórmula na qual apostam para triturar a consciência do cidadão. Podem quebrar a cara. Afinal, a memória fresca dos bastidores sujos da pré-campanha deve servir como sinal de alerta para o cidadão, dono da última palavra nas urnas de outubro.

Cuidado com as campanhas milionárias. A experiência recente não deixa margem para dúvidas: elas são sempre financiadas com o dinheiro sujo. Cuidado com as alianças espúrias. Os "DEMOTUCANOS" estão comprometidos com o vandalismo político. E, acima de tudo, muito cuidado com os candidatos de algibeira, estes compram teu voto depois de eleitos vão virar a cara pra vc,afinal de contas ele comprou seu voto, portanto não tem como vc querer cobrar dele algo depois.

DIGA NÃO AO "VANDALISMO POLÍTICO"

DIGA NÃO AOS "DEMOTUCANOS"

DIGA NÃO A "COMPRA DO VOTO"

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

CORRUPTO


COMPROVADO - DEM O PARTIDO MAIS CORRUPTO DO PAÍS

Ao visitante

entre.
leia.
comente.
sugira.
não faça nada.
enfim, sinta-se a vontade.

Compartilhe este conteúdo em sua rede

Postagens populares